Gentileza gera gentileza

Numa cartolina branca com um pontinho preto. O que você vê?

O pontinho preto, claro. Mesmo que tenha uma imensidão de cor branca, ali, limpinha e toda cuidada, você vê o ponto preto. Mas não acontece só com você, acontece com todos nós.

Comigo, com o moço gentil da banca, com alguém que te dá passagem no trânsito, com a senhorinha que fala manso sobre receita. Acontece mesmo com nós bons, porque temos a tendência humana de olhar mais os defeitos às qualidades. Reclamamos mais do que elogiamos.

Vou abusar da ficção nos nomes agora:

Maria conhece Joana há 25 anos. Amizade linda, promissora, de toda uma vida. Joana já foi na chuva socorrer a amiga, já emprestou dinheiro que nunca mais foi visto, já lhe fez unha e pé pra economizar a verba curta da amiga, já acompanhou no pior programa porque Maria precisava dela, já deu ombro, já deu colo, já deu bofetada em favor da outra. Joana um belo dia dá aquela pisada de bola. Não, não essa pequenininha que está pensando. Pisadona, mesmo! De acabar com a bola, rasgar fora a fora. Joana cometeu o maior dos erros, aquele que nunca deveria ser cometido.

Maria desconjura Joana, pragueja e lá se vão 25 anos de amizade.

E por que mesmo? Amigo não machuca assim! Não serve mais. Porque amigos não fazem o que ela fez! É, talvez amigos não são tão fiéis por tantos anos e façam tudo que Joana fez, irmãos sim. Mas ambos cometem erros e às vezes, dos feios.

Uma maldade apaga mil bondades. É assim que vivemos. Duros e sem relevância.

Quantos elogios recebeu esse mês? Por um bom trabalho, por algo que dispensou amorosamente de você, por favor feito sem obrigação? E quantas reclamações ouviu?

“Tem que melhorar isso, tem que ser mais firme com aquilo. Tem que acertar! Você não deveria ter feito assim, pode melhorar”.

Reclamações são tão constantes, não é?

Daí tive uma idéia e faz um tempinho… Mas antes quero explicar uma coisa:

Minha Mamadi sempre me ensinou que o que a mão direita faz, a esquerda não precisa saber. Ou seja, o que fazemos de bom, não temos que sair falando e batendo no peito. É entre a gente e Deus. Quem precisa ver está vendo, é assim que funciona e tento exercitar isso.

Mas dessa vez vou falar o que fiz, não como auto glorificação. Quero falar para quem sabe causar um efeito dominó. Eu faço, daí você faz, mais 2 pessoas fazem e daqui a pouco, muita gente vai elogiar mais o outro do q reclamar. Viveremos melhor! Já viu a carinha que alguém fica quando é elogiado ou agradecido? Já viu aquela energia que é emanada? Imagina um montão de gente assim, com disposição pra fazer melhor de novo pra vir mais comentários positivos.

Perto de casa, fizeram várias travessias de pedestres no meio de uma Avenida bem movimentada que facilitou (muito) a vida de todos que moram nas imediações. Além da iluminação e re-pavimentação.

E pensei: Que engenheiro legal que fez isso, não?! E que equipe de Desenvolvimento!

E fui além: Eles precisam saber que valeu à pena todo o trabalho, que mudou a vida de um tantão de gente. Bora elogiar e agradecer.

Passei um email para a CET pedindo para direcionar aos responsáveis porque eles precisam saber disso: que não fizeram mais que a obrigação (como muitos podem dizer) mas que foi notado o trabalho bem feito. Escrevi umas 20 linhas.

Imagino como a pessoa que recebe espontaneamente um comentário assim, desenvolve um trabalho melhor. Como não fica mais lamentando de que “tanta coisa pra nada porque ninguém nota”.

E vai chegar em casa melhor. E vai cumprimentar melhor o outro colega. E ambientes vão melhorar em dosesinhas miúdas. É o efeito dominó.

A gente reclama de atendente de operadora de telefone. Alguém q já resolveu seu problema recebeu um e-mail agradecendo? Já pediu pra falar com o gerente numa loja pra elogiar? Ah, não. Só quando é maltratado “Chama seu gerente A-GO-RA!”.

Já elogiou um cobrador de ônibus por ter lembrado do seu troco? Por um motorista gentil que aproximou o máximo que pôde o ônibus junto à guia em dia de chuva? Que ficou pacientemente te explicando como chegar em determinado lugar? Torço muito para que alguém já tenha feito isso.

Eu só anotei placa pra reclamar demora, motorista que não parou, que abriu em 2 pontos depois e me atrasou.  Eu nunca parei pra pensar nisso direito até sentir como isso faz diferença.

A gente pode mudar esses habitozinhos, sabe? Podemos mudar o dia de alguém por atos que nos tomam não mais que 5 minutos. Eu acredito pra caramba nisso, já tinha falado sobre fazer valer à pena.

E daí q ninguém mais faz? Ah, vamos fazer a gente, ué. Quem tem que ver, vai ver! E o segredo mais legal é:

Quando fazemos isso não é pelo outro, é por nós. A coisa é ao nosso favor. Fazer o bem ao outro é causa estranhamente egoísta, porque a primeira pessoa q ganha com isso é a gente!

Anúncios
Categorias: Crônicas na Mesa | Tags: | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Gentileza gera gentileza

  1. Ameii seu post..Faz agente ter vontade de sair por ai fazendo coisas boas..

    • Obrigada,Nadia!
      A idéia é essa mesmo: A corrente do bem!rs. Tom Zé no final de um de seus textos maravilhosos, nos elucida: ” Não dá pra mudar o começo,mas se a gente quiser, sempre dá pra mudar o final”
      Se cada um fizer sua parte, já pensou?
      Abraço pra vc. Muita luz!
      Selma

  2. rosa maria ferraz bertato

    É BEM POR AÍ, SELMINHA!!!!
    DEVERÍAMOS NOS PROPOR A FAZER, AO MENOS UM ELOGIO POR DIA, ATÉ Q TAL ATITUDE VIRASSE UM HÁBITO MESMO E ACABARIA FAZENDO PARTE DA NOSSA ROTINA.
    ENTÃO, VOU ME PROPOR A FAZER ISSO A PARTIR DE AGORA!!!
    VALEU PELA DICA, BONITONA!
    A GENTE, NO CORRE-CORRE DA VIDA, ACABA SE ESQUECENDO DESSA PRECIOSIDADE Q ABRE MUITAS PORTAS.
    GENTILEZA JÁ!!!!!!
    BJÃO QUERIDA!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: