Arquivo do mês: janeiro 2012

Tenta, que dá: vá de coque!

Os coques são lindos, elegantes e estão super em alta! Estes penteados podem ser extremamente simples de fazer e te salvar num daqueles “bad hair day” (que todas nós, mortais, sofremos com frequência). Além disso, depois de dar uma olhada nos desfiles da SPFW, descobri que essas gracinhas continuarão com tudo no inverno!

Separei alguns tutoriais para ensiná-las a fazer alguns modelos práticos e bonitos, desses que vão bem com qualquer look. Mas antes, tenho algumas dicas que podem ajudar bastante:

1- A maioria dos coques utiliza apenas grampos e elásticos de cabelo (dos fininhos, mais básicos). Utilize sempre ambos na cor do seu cabelo, assim não chama atenção se ficar uma pontinha ou outra aparecendo.

2- Para um penteado mais preso e certinho, passe mousse modeladora antes de começar o penteado e o spray fixador depois de pronto. Este truque ajuda a domar os fios e deixa um melhor acabamento. Se o cabelo estiver úmido, é ainda melhor.

3- Se você prefere o coque mais bagunçado, o ideal é não usar o mousse, fazer o penteado com os cabelos secos e passar apenas o spray fixador depois de pronto.

4- Atualmente, existe uma porção de acessórios para ajudar a montar e diferenciar seu coque. Diversifique o penteado com tiaras, tiras de camurça, grampos com flores, headbands etc – use a imaginação e arrase!

Vamos aos modelos escolhidos:

Coque bagunçado I

Coque bagunçado II – para cabelos longos

Coque bagunçado III

Coque romântico

Coque bailarina

Dica: experimente deixar a parte da frente mais “soltinha” para um look mais despojado e nunca – jamais – utilize a redinha, a menos que você seja realmente uma bailarina e vá se apresentar.

Coque executivo

Espero que gostem!

Anúncios
Categorias: Tenta, que dá! | Tags: , , , , , | 3 Comentários

Volta às aulas – cadernos cute

As férias infelizmente estão acabando para quem, assim como eu, ainda é estudante (e para quem também está no último ano da facul, entendo perfeitamente a sua alegria e ansiedade em se formar, bebê!). E como todo início letivo, precisamos ao menos de um caderno (ou fichário) novo, certo?

Para ajudá-las a começar o ano com um caderno daqueles que dê vontade de deixar em dia (pelo menos no início das aulas, as always), separei os modelos mais cute das 5 principais marcas que encontramos nas papelarias e até no supermercado, que na minha opinião, são os mais práticos para aguentar um semestre inteiro de matéria (ou pior: um ano, como no meu caso).

E aí, quais os melhores, na sua opinião?? O meu preferido é, sem dúvidas, o do Rei Homer de Ouro! 😉

Espero que gostem e um ótimo fim de férias para todas!

Categorias: Palavra de Ordem: Praticidade | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Unhas de Diva no verão

O verão é a minha estação preferida. Neste momento, pouco me importa se no inverno as pessoas ficam mais elegantes. O fato é que nessa estação de calor, sol, muita praia e mar a moda é sempre colorida e alegre.

É claro que os esmaltes não ficariam de fora. Separei 5 opções para cada uma das tendências que viraram sucesso nesse verão 2012 e escolhi apenas esmaltes de marcas nacionais, pois acredito que temos ótimas opções lançadas por aqui nesta temporada:

 

Atena – Hits No Olimpo; Sex Appeal – Impala Disco; Melindrosa – Colorama;

Disco Ball – Impala Disco; Cobertura Encantada – Risqué.

Vira-Lata – Risqué Love Dogs; Deslumbre – Passe Nati; Ballet – Avon Color Trend;

Ouro Nude – Risqué Fast Fashion 2; Ouro Fatal – Passe Nati.

Laranja – Impala; Juicy Coral – O Boticário; Apuros em Miami – Risqué Penelope Charmosa;

Laranja – Big Universo; Fagulha – Colorama.

Azul Pavão – Impala Disco; Relax da Penelope – Risqué Penelope Charmosa; Ethereal Blue – O Boticário;

Sapatilha – Avon Color Trend; Chow Chow – Risqué Love Dogs.

Toque de Penelope – Risqué Penelope Charmosa; HA HA HA – Colorama; Florzinha – Hits PPG;

Shar Pei – Risqué Love Dogs; Rosa Tropical – Colorama.

Ousadia Tropical – Beauty Color; Amarelinha – Avon Color Trend; Lovely – Hits PPG;

Amarelo Pop Art – Colorama; Bonequinha Charmosa – Risqué Penelope Charmosa.

Nariz de Palhaço – Colorama; Listrado – Impala Disco; Envolve – Ludurana;

Estréia – Colorama; Pirulito – Avon Color Trend.

Verde Água – Colorama; Acalma – Ludurana; Docinho – Hits PPG;

Elemento – Colorama; Armadilha Tropical – Risqué Penelope Charmosa.

Particularmente, gosto de todas as cores. Mas os tons alaranjados são, sem dúvida, meus preferidos desse verão. Contem para nós quais são os seus preferidos também!

Categorias: Beleza na Mesa, sim! | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Dieta

Eu sou uma adepta inveterada de dieta e regimes. Vira e mexe, me ouve falar que estou de dieta, que preciso eliminar 1 ou 2kg.

Na verdade, isso aconteceu porque fui bem gordinha um tempo atrás.

Vou explicar melhor: Eu sempre fui magra com peso na média, mas nos anos de 2009 e 2010 por conta de uma série de fatores engordei 18kilos. Isso se deu também porque eu não me preocupei quando engordei 1 kilinho, depois 2, depois 5. Fui deixando passar e relaxei. E quando comecei a aumentar o número das minhas roupas, ao invés de pisar no freio e fechar a boca, comecei a comprar roupas maiores. Foi bem frustrante. De calça 38 passei para 44. Conseguem imaginar? O problema é que junto com os kilos a mais, vem uma avalanche de baixo estima. A dificuldade de eliminar o excesso faz com que pensemos em aceitar como somos,  gordinhas. Pensamos : “muita coisa pra perder, não vou conseguir e me amo como sou. Deixa”.

Eu concordo que se a pessoa se sente bem com sua aparência, tem mais é que ficar tranqüila e não obedecer a padrão nenhum. Mas falo de mim, eu não me aceitava, ainda mais quando via como era e no que me transformei.

Foi em fevereiro do ano passado que decidi começar a minha dieta,minha reeducação alimentar.

Como sempre minha mãe foi o principal elemento da minha transformação. Mamadi comprou tudo em casa à parte para mim e cozinhava separado também.

Troquei todas as massas por alimentos integrais. Arroz, pães, biscoitos. Fritura, troquei por cozidos. Cortei, ou seja, não ingeria nada de doce (nem bala), refrigerantes, guloseimas de fast food como pizza, esfiha, coisas de aniversário de criança e o que mais me doeu? Minha cervejinha. Eu pensei q nunca conseguiria porque eu amo cerveja. Cortei. Fiquei 3 meses sem colocar uma gota de álcool na boca. Nada. Radicalizei? Pode até ser, mas eu sabia q não podia vacilar, que não podia abrir exceção.

Lembro que no começo eu comia salada quando chegava em casa à noite (na hora de mais fome) e depois minha irmã pedia pizza. Eu? Me trancava no quarto, lia, tomava água gelada. Ia dormir com vontade, mas nenhum pedacinho. Nem a borda.

Deixei de sair um tempo. Tenho uma vida social bastante agitada, de barzinhos, festas com amigos, baladinhas. Não ia. Eu sabia que chegando lá ia beliscar, ia beber alguma coisa. Eu fiquei em casa. Ía na casa de 2 amigas no máximo que sabiam da minha fase e ficava bebendo H2OH ou Matte.

Sofri o diabo. Mau humor todos os dias. Passei muita vontade,muita mesmo.

Se eu não tivesse uma reputação a zelar, creia-me:  publicava as fotos do antes e depois….rs.

Comia como um passarinho. Comia a cada 3 horas um pouquinho de nada. Bebia 2 a 3 litros de água por dia, sempre que dava gelada. Andava 25 minutos dia sim, dia não. À noite, depois das 19h, nada de carboidrato, mesmo integral. Salada, vitamina, gelatinas, ovo cozido. Coisas que enganam a fome.

Depois dos 3 meses comecei a ver o resultado. Tinha eliminado 10 kilos, em média 3,5kg por mês. Foi um processo lento, mas que deu  resultado. O problema é querer 10 kilos em 1 mês, 7 kg em 1 semana como vemos nas revistas sensacionalistas. Aos pouquinhos fui cedendo algumas coisas que havia cortado, mas muito lentamente e eliminei até dezembro do ano passado mais 6 kilos.

Mantenho meus hábitos até hoje. Aprendi que não adianta: educação alimentar tem que ser pra sempre. Hoje abuso no final de semana, tomo minha cervejinha, tomo meu sorvete e como minha lasanha. Mas na semana depois das 19h continuo sem mastigar carboidrato, como doce só ás sextas-feiras, não deixo minha garrafa de água vazia.

Milagre não existe. O que existe é força de vontade. É foco. É saber que se você quiser, consegue! Sacrifício, mas nada cai do céu.

Vou publicar periodicamente dicas, receitas e outras ferramentas bem legais para você ser sempre uma Diva!

Até o próximo!

Categorias: Beleza na Mesa, sim!, Você 10 X 0 Balança! | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Limpando os Degraus


Há quem diga que na Bahia, a lavagem das escadarias das igrejas é um grande evento. O acontecimento se dá quando aquele aguaceiro leva tudo embora, degrau por degrau, a sujeira que pisamento de pé fez por ali. De menino, de velho, de andante, de turista, de infiel, de moça, de puta, de cantor e de pastor.

A água desce todinha, vai pela guia, encharca calçada e leva consigo marcas desnecessárias do que passou por ali. Acho q o festerê é mais que justo. Comemorar faxina, mandar embora o que já não serve. O que marca o chão e já estampa o feio.

Quero fazer faxina.

Com a maturidade a gente vai enxergando a escadaria da nossa vida cada vez mais pisada, mais marcada. Tem umas marcas boas, mas tem gente q pisa e faz estrago. Ou gente q senta , cruza as pernas, pede q sirvamos porções intermináveis do que temos de melhor em nós e se esbalda. Não tira o corpo estrebuchado do lugar nem pra acudir quando a gente cansa de tanto dar.

Nessa escada tem um bocado de gente q fica só pelo tempo q lhe é conveniente e depois sai saltitante porque colheu nos cantos as melhores flores que tínhamos.  Ou gente que volta de quando em quando só pra lembrar o quanto é bom se confortar no sombreiro que nossos degraus têm. Entre o sétimo e oitavo degrau: sombra refrescante, tijolinhos miúdos, vento com brisa de campo. É isso que oferecemos: sempre o melhor pra quem se recosta. Mas ali só é útil por tempo que cabe àquele que jura ficar pra sempre enquanto não vê adiante uma escadaria mais polida e menos torta. Vai, não se afortuna e volta. E aceitamos.

A gente se engana muito quando pensamos que todo lugar ocupado na escada é de gente que abriga amizade. Não. Eles vêm buscar, mas o que trazem consigo? Quantos deles regam, varrem, enfeitam? Quantos deles perguntam sobre a rachadura q tem no apoio da descida e se oferecem consertar?

Acontece que eu aqui, olhando no último dos meus degraus, bem aqui de cima, to vendo que tem muita coisa pra arrumar. Muita gente pra abraçar e pedir pra não ficar mais. Povo bom que já fez passagem mais tempo que deveria, mas agora já não fica mais ocupando lugar. Minha escada vista daqui tá cheinha. Gente que suspende faixa de amor, veja aquele ali. Aproveite e note o outro acolá abrindo a bebida pra brindar. Mais alguns que cantarolam e sorriem sem parar. Ou o fardado da tristeza q sempre e mais uma vez já me vem com história pra contar.

Mas eu to aqui, sentada com a mão no queixo só preparando meu tchau. To de olho naquele balde cheio d’água e bastante sabão porque quero limpar tudo que tem enchido minha vida sem precisão. Vai ser um esforço danado. Algumas despedidas mais duras que as outras, mas não posso adiar… O adeus tem que chegar.

Porque ,sabe, ando cansada de cuidar das plantas pra alguém pisar,cansada de dar autoridade pra escreverem palavra bonita e depois rabiscarem tudo por cima. Não quero mais bagunça, não quero mais estragos.

Eu quero é fazer faxina!

Quero ver água correr pro novo vir. Quero que fique só o que for bom. Quero comemorar toda limpeza q puder fazer e dar-me de presente a companhia de quem vale mesmo estar sentada(o), ou de pé, ou dançando em minha escadaria.

Categorias: Crônicas na Mesa | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Dica da semana: Hart of Dixie

Seriados são uns dos meus maiores vícios. Adoro fazer maratona das séries favoritas e sempre busco uma série nova quando acabam todos os episódios da que eu estava assistindo. E foi nessas que eu me deparei com a nova série estrelada por Rachel Bilson, que estreou no ano passado e volta com novos episódios hoje: Hart of Dixie.

SINOPSE: Zoe Hart (interpretada por Rachel Bilson) é uma médica recém-formada em Nova York que acha que já tem seu futuro todo planejado. Depois de se formar em primeiro lugar na faculdade de medicina, ela pretende seguir os passos do pai e se tornar uma cirurgiã cardíaca. Mas quando seus sonhos desmoronam, Zoe decide aceitar a oferta de um estranho, o Dr. Harley Wilkes, para trabalhar com ele em sua pequena clínica em Bluebell, Alabama. Mas ao chegar na cidade, descobre que o Dr. Wilkes morreu, deixando à ela parte de uma sociedade em sua clínica. Zoe decide se estabelecer no local e exercer sua profissão. No entanto, enfrenta a oposição de seu sócio, Brick Breeland, o único médico da cidade, que não aceita sua presença.

A série é divertida e bem humorada e Rachel Bilson está linda como sempre e mais estilosa do que nunca. Até então, eu estou acompanhando pela internet, porque ainda não passa no Brasil, mas há notícias de que o canal Glitz exibirá a série à partir de maio.

Para quem ainda não é fã da série, vale muito apena assistir!

E vocês, o que andam assistindo? Dicas de novos seriados são sempre bem vindas! 😉

Categorias: Sessão Pipoca | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Palavra de Ordem: Praticidade

Em meio às tantas tarefas ao longo da semana, é cada vez mais importante otimizarmos o nosso tempo para realizar cada uma delas. Por isso, estamos iniciando aqui, uma coluna onde o foco será oferecer dicas de acessórios e itens gerais que nos ajudam a tornar mais prático o nosso dia-a-dia!

… E a primeira dica é…

LENÇOS REMOVEDORES DE ESMALTE

Algumas de vocês já devem conhecer esse produtinho maravilhoso!

Agora é muito mais prático remover aquele esmalte velho e já descascando, em qualquer lugar! Não precisamos mais carregar o velho removedor líquido (Acetona, não, por favor!) e o pacote de algodão pra todo o lugar…

Os lenços removedores são práticos, não mancham a unha (pelo contrário: hidratam), eficientes e o melhor: baratinho!

Existem algumas marcas disponíveis no mercado , dentre elas já usei duas:

Confesso que ambos os produtos me agradaram: as unhas ficaram hidratadas, tiveram bom rendimento e os preços são praticamente similares… aí, é a escolha de cada uma!

Ah, importante: alguns fatores que podem influenciar na escolha são as fragrâncias e a composição de cada um (sempre fique atenta às suas incompatibilidades/rejeições aos produtos químicos – vide rótulo).

Temos outras marcas disponíveis e tradicionais neste mercado, porém ainda não as testei.

Fiquem à vontade para comentar se já utilizaram alguma delas, e nos dê suas opiniões a respeito…

Obrigada,

Categorias: Palavra de Ordem: Praticidade | Tags: , , , | 1 Comentário

Lançamento: “Rode a Baiana, é Carnaval!” – Colorama

Abram alas para o primeiro lançamento de 2012 da Colorama, inspirado na festa mais animada e colorida do Brasil: “Rode a Baiana, é Carnaval!”. Uma coleção limitada, que será vendida em kits com cinco esmaltes cheios de brilho e efeitos.

Odalisca – efeito flocado com nuances douradas em uma base coral alaranjada.

Melindrosa – base rosada com efeito flocado também em nuances douradas.

Rainha da Bateria – com efeito duo cromático, combina azul escuro, verde acinzentado e brilho cromado.

Abre-Alas – brilho duo cromático cintilante em tons de prata, verde e azul.

Reflexos Azulados – cobertura transformadora de cor.

Aparentemente, os esmaltes não serão vendidos separadamente e o valor do kit está em torno de R$ 19.90.

Gostaram? Contem para nós quais foram o preferidos da coleção!

Categorias: Beleza na Mesa, sim! | Tags: , , | 5 Comentários

Despedida


E tem lá os sábios monges, ou quem alcança alguma graduação em evolução, que defende o desapego. Que explica com  propriedade de causa que temos que andar de mãos vazias, mente serena e coração sem vagas reservadas por qualquer tempo que seja. Temos que caminhar por aqui como chegamos: sem nada nem ninguém.

Prático não? Assim ninguém sofre nem se frustra. Sem corações partidos, sem saudade, sem a conhecida angústia da falta. Falta do bem querer, do bom emprego, do carro querido ou do amigo que jurava que era fiel. Sem apego, sem lacunas dolorosas.

Acontece que o desapego é treino contínuo. É lutar contra um coração que bate forte, uma mente que grava bons momentos, boas conversas e boas conquistas. Desapego é saudar e viver o hoje em absoluto e saber que sim, ele vai acabar, que o sol vai se pôr e tudo aquilo virará cinzas.

Caí na armadilha do apego. Sim, logo eu que sou às margens do vento, que gosto de minha independência, me sabotei. Não ouvi o Universo, que preocupado, me alertou muitas vezes do risco. Quis apegar-me. Quis ferir-me. Eu quis pegar o lugar de Thalía de Maria do Bairro e sofrer.

E estudando minha própria tese de dor essa noite, cheguei a algumas conclusões e vim dividi-las porque gosto de todos vocês e quero que entendam porque a despedida de alguém ou de alguma coisa dói tanto.

Podem pensar que é saudade do que passou, que é indignação de não ter tido seqüência, que essa decepção advém de mais uma aposta incerta,.mais uma rodada de fichas perdidas. Alguma sombra disso pode sim afetar nosso emocional e fazer nosso coração ficar esbagaçado como mexerica degustada. Porém, descobri o que de fato nos faz cair por terra. O futuro.

Note que enquanto se está com alguém ou está em um bom emprego ou em uma boa casa, você pouco vive o presente. Pare e pense. Vive o presente numa parcela infinitamente menor do que ele realmente é.

Quando você está com alguém e é muito bom, você volta para sua casa, recosta-se e pensa no quanto foi bom o momento que PASSOU. Migra o passado para o presente que deixa automaticamente de existir e o pior? Aí que vem o “x” da questão: você automaticamente imagina quão bom serão as outras vezes. O que fará no dia seguinte, se deve ou não ligar, como será a mensagem que irá mandar. E dali uma semana? É melhor ou não sugerir aquela viagem? E o Natal, hein? Em que casa passarão? E daí desse ponto é muito fácil com mais 3 ou 4 encontros, com algumas boas horas de ligações, partir para a zona de perigo e alerta : nome de filhos e cor da cortina. Tudo é projetado no futuro.

Um bom emprego? Execute um bom trabalho hoje. Horas depois pensará pouco no que fez HOJE, ao invés disso vai projetar uma carga altamente desassegurada no futuro. Quanto mais terá de êxito? Como será quando conseguir determinada promoção e que carro comprará com isso? Opa! Mas e se perder o trabalho? E se entrar alguém que me prejudique nesse meio de tempo?  Quase toda nossa perspectiva de vida é baseada em passado e futuro, principalmente.

Não estou falando de não fazer planos, não é isso. Precisamos nos planejar sim, mas em cima do que temos VERDADEIRAMENTE no presente.E dentro de nossas possíveis limitações.

Dá pra imaginar sobre onde estaremos na nossa aposentadoria? Ou se o futuro filho do meio terá os pés iguais ao do seu recente amado? Não. A tese é essa: esse azedo que a gente sente, essa fraqueza e esse mal estar quase inconsolável vem do sonho que não se cumpriu.

É a saudade do que não existiu. Por isso a demora em compreender e muitas vezes, a extensão do prazo da tristeza.

O chororô vem daquela rede em Itamambuca que você não dividiu com ele, das milhares de fotos que vocês tirariam nas comemorações de Ano Novo vindouras. Na frustração dele nem sequer ter te dado a chance de mostrar como sabia mesmo fazer aquele jantar que tantas vezes imaginou fazer para ele. Tudo é enterrado. A confusão que deixa o raciocínio turvo também vem das lembranças latentes de um passado que está morto, mas que insistimos em acender vela.

É doloroso despedir-se de um futuro, ainda que imediato de duas semanas à frente, que você tinha quase certeza que ainda receberia as ligações, os torpedos e os e-mails com apelidos carinhosos. Difícil desfazer-se da saudade daquela cena que você tantas vezes projetou do seu amigo que participaria do seu 48º aniversário. E da viagem que fariam em dois anos.

A despedida que mais dói é do pacto que você fez com a felicidade. Felicidade que você julgou ter a participação de uma pessoa, de uma empresa, de um amigo… Só que lá na frente. Na frente que nunca existiu, mas que sua mente projetou.

E a única forma de evitar escorregar à beira de suas próprias ficções daninhas e escapar do belo tombo que só Deus sabe o quanto dói, é fazer um pacto de felicidade apenas consigo mesmo.

Porque você é única pessoa à qual nunca terá que se despedir.

Categorias: Crônicas na Mesa | Tags: , , , | 3 Comentários

Cabelos saudáveis no verão

No verão a necessidade de cuidado com nossos cabelos aumenta, pois além dos agressores comuns (poluição e vento), transpiramos mais e passamos mais tempo debaixo do sol, no mar e na piscina. Esse conjunto de fatores faz com que os cabelos percam muita água e proteína, causando desbotamento, ressecamento e as tão indesejadas pontas duplas.

Preparamos uma lista de cuidados e produtos indispensáveis para minimizar estes estragos e ajudar a manter um cabelo saudável nessa tão amada estação:

1- Mantenha o couro cabeludo sempre limpo e lave os cabelos com água morna. Opte por xampus e condicionadores que tenham em suas formulações ingredientes com poder hidratante, antioxidante e reestruturante.

2– Não dispense o uso do leave-in. Prefira produtos que combinem hidratante e filtro solar.

3- Após sair do mar ou piscina, enxágue bem os cabelos com água doce e desembarace-os com um pente largo;

4- Faça hidratações uma vez por semana e livre-se das pontas secas.

5- Dê uma pausa no uso do secador e da chapinha. Se isso não for possível, use-os sempre em temperatura média e não se esqueça de usar protetores térmicos antes de iniciar a secagem.

6- Ao amarrar os cabelos, aposte nas tranças mais folgadas, prenda com elásticos acolchoados e abuse dos prendedores do tipo “piranha”. Mantenha distância das presilhas de metal e elásticos finos.

7 – Aposte no uso de chapéus e bonés, mas não se esqueça de que eles protegem o cabelo do sol, e não da água.

8 – Cuide bem de sua alimentação e abuse da ingestão de cenoura e tomate, alimentos que garantem brilho e hidratação para os cabelos.

9 – Aproveite esta época para curtir e relaxar e deixe o estresse de lado! Por incrível que pareça isso também reflete na saúde dos nossos cabelos.

1. Máscara Reparadora Máscara Elsève Reparação Total 5, L’Oreal;

2. Creme para pentear Advance Techniques Restauração de verão, Avon;

3. Serum capilar Total Shine, Griff Complex;

4. Shampoo e Condicionador SP Sun, Wella;

5. Mousse pós Sol, Aspa Cosméticos;

6. Fluido protetor, Acquaflora.

Espero que gostem e sigam o máximo de itens que conseguirem! 

Categorias: Beleza na Mesa, sim! | Tags: , , , , | 6 Comentários

Blog no WordPress.com.